sexta-feira, 31 de maio de 2019

PROJETO FESTA JUNINA

Projeto Brincando e Aprendendo no Arraiá
Justificativa
Estamos no mês de junho e começam as comemorações das Festas Juninas. Vender convites, ensaiar a quadrilha e danças típicas, enfeitar a escola... 

Chega o dia da festa e pronto! O que fica disso para as crianças? Qual o significado dos festejos juninos? 

A Festa Junina é uma excelente oportunidade de engajar diversas atividades interdisciplinares e ampliar o universo linguístico, pois se constitui uma temática rica onde podem ser explorados diversos tipos de linguagens, resgate de brincadeiras, culinária típica e outros! 
Essa festa combina elementos culinários e culturais africanos, índigenas e europeus, e por isso é tida como tipicamente brasileira: resultado de várias misturas. É popularmente encarada como uma homenagem ao estilo de vida rural e interiorano por parte dos habitantes das grandes cidades, e para os rurais, é uma das comemorações e símbolo máximo da cultura caipira. 
Trazendo diversos elementos lúdicos e um universo rico em cores, luzes, símbolos e tradições, a festa junina certamente é um dos temas mais divertidos para se trabalhar em sala de aula com as crianças.
A escola tem um papel importante na valorização das tradições, portanto este projeto integrará a comunidade escolar e ocorrerá durante todo o mês de junho. 

Objetivo Geral

Incentivar nos alunos o gosto pelas festas juninas, oferecendo-lhes oportunidade de descontração, socialização e ampliação de seu conhecimento através de atividades diversificadas, brincadeiras, pesquisa e apresentações características destes festejos que fazem parte do folclore brasileiro, ressaltando seus aspectos, popular, social e cultural;

Objetivos Específicos
Conhecer a origem e as características das festas juninas
Admirar e respeitar o trabalho do homem do campo
Desenvolver a socialização da criança, incentivando o trabalho em grupo
Ouvir com interesse as informações trazidas pelos colegas
Valorizar a tradição das festas juninas
Socializar com a comunidade escolar e familiar
Desenvolver a linguagem oral e escrita
Ampliar o vocabulário
Estimular a criatividade e imaginação através de atividades relacionadas ao tema
Desenvolver a valorização do homem do campo e de suas atividades
Incentivar o gosto pela culinária junina
Conscientizar sobre os perigos dos balões e fogos de artifício
Propiciar às crianças a participação em diversas brincadeiras
Promover a Festa junina da nossa escola. 

SUGESTÕES FESTA JUNINA


Dramatização Junina

PAPELZINHO MÁGICO

1. Nasci em uma grande fábrica e fui empacotado com muitos outros iguaizinhos a mim. Todos do mesmo tamanho, da mesma cor e fininhos. Um dia fomos separados e, depois, arrumados em outros conjuntos parecidos mas que tinham cores diferentes: azul, vermelho, verde...

2. Depois, o meu pacote chegou a uma loja e todos nós fomos colocados em prateleiras. Quanta coisa nova eu conheci então! Chapéus, brinquedos, balas... e um mundo de gente que ia comprar coisas. As balas saíam, lápis, pincéis, brinquedos também. Até todos os outros que haviam chegado comigo. Eu fui ficando na prateleira. Fui ficando triste. Ninguém me queria. O jeito era dormir e esquecer as tristezas.

3. Mas um dia entrou um menino na loja. Fechei os olhos e continuei a dormir. Com certeza não era a mim que ele ia querer... Em todo caso, abri um olho e vi que o menininho apontou para a prateleira onde eu estava. Será que desta vez vou ser escolhido? Fechei bem fechados os meus olhinhos e fingi que dormia, que não sabia de nada!

4. Ora! Era a mim que ele queria! E lá fui eu muito contente carregado pelo menininho. Ele ia falando sozinho: “Minha professora vai gostar. Consegui uma cor diferente.”

5. E o menino me levou até a escola. Havia tantas crianças naquela escola! E quantas folhas de papel parecidas comigo! Cada criança havia trazido uma cor diferente, mas não havia nenhuma igual a minha. E logo começaram a trabalhar: pega tesoura, corta aqui, corta ali e... de repente... estava transformado em uma porção de bandeirinhas!

6. Pegaram a cola. E cada criança, pegando uma das minhas bandeirinhas, ia colando num barbante. Minha cor foi aparecendo em todas as fileiras... Que beleza estava a sala com todas aquelas bandeirinhas de cores diferentes penduradas nos barbantes.

7. No dia seguinte, crianças e professores levaram todos os cordões para o terreiro que haviam arrumado no pátio da escola. E pendura daqui, puxa de lá, prende acolá e o arraial estava todo enfeitado.
8. Ah!... Descobri porque demorei na loja. É que só agora precisaram de minha cor para enfeitar mais a festa de São João!

Sugestão: Contar essa história usando folhas de papel de seda. (dramatizar o texto, até que a tesoura corte uma série de bandeirinhas)

Brincadeiras Juninas...


Uma boa festa Junina não dispensa os tradicionais, correio elegante, dança da laranja, quadrilha, corrida de sacos ... Para animar sua festa, leia as dicas de brincadeiras que preparamos para que a sua festa se torne a mais inesquecível de todos os tempos, escolha a sua brincadeira e bom divertimento !

Boliche: Os pinos são feitos com latas vazias de refrigerante ou de batatas fritas, encapadas com papel colorido. Faz-se uma linha de arremesso a cerca de 2 metros de distância. A bola deve arrastar no chão até atingir os pinos. Cada participante pode fazer três tentativas. O coordenador anota o número de pinos derrubados em cada tentativa. Vence quem derrubar mais pinos. 
Caça ao objeto: Faz-se uma lista de objetos fáceis de serem encontrados no local onde a festa será realizada. Reúne-se os participantes para avisá-los do tempo disponível e o nome do objeto que devem procurar. Ao sinal de um apito todos correm para procurá-lo. Ao sinal de outro apito devem retornar pois é o aviso de que o tempo terminou ou o objeto já foi achado. O primeiro que retornar com o objeto pedido é o vencedor. Se o objeto não for encontrado, pede-se o seguinte da lista. 
Cadeia: Escolhe-se um local isolado ou cercado por cadeiras, para ser a cadeia. Nomeia-se (ou sorteia-se) um delegado e seus ajudantes. O preso vai até a cadeia e, paga uma prenda (mostra uma habilidade), para ser solto, que pode ser: cantar, recitar, dançar, fazer uma imitação, etc. Se houver um palco com microfone, a cadeia pode ser colocada num canto dele. E a prenda, ao ser paga diante do microfone, será vista por todos da festa. 
Corrida do milho: Traçam-se duas linhas paralelas e distantes. Atrás de uma das linhas, coloca-se uma bacia com grãos de milho. Atrás da outra linha, os participantes são reunidos aos pares - um deles segura uma colher e o outro um copo descartável. Dado o sinal, os participantes com a colher correm até a bacia. Enchem a colher com milho e voltam para a linha de largada. Lá chegando, colocam o milho no copo que seu companheiro segura. Vence a dupla que primeiro encher o copinho com milho. 
Corrida do ovo na colher: Marca-se um local de partida e outro de chegada. Cada corredor deve segurar com uma das mãos (ou a boca) uma colher com um ovo cozido em cima. Vence quem chegar primeiro ao local de chegada, sem derrubar o ovo. Se quiser variar, substitua o ovo cozido por batata ou limão. 
Corrida do Saci ou Corrida dos sapatos: Traçam-se duas linhas paralelas e distantes. Na primeira linha, os corredores tiram os sapatos, que são levados para trás da outra linha, onde são misturados. Dado o sinal, eles devem sair pulando com o pé esquerdo até a outra linha. Depois de calçar seus sapatos, devem retornar, pulando com o pé direito. Vence quem chegar primeiro ao local de chegada, estando calçado de modo correto. 
Corrida do saco: Marca-se um local de partida e outro de chegada. Cada corredor deve colocar as pernas dentro de um saco grande de pano e segurá-lo com ambas as mãos na altura da cintura. Dado o sinal, saem pulando com os dois pés juntos. Vence quem chegar primeiro ao local de chegada. Nota: Para substituir o saco de pano pelo de plástico (grosso) de lixo, que é mais escorregadio, é preciso testar o local da corrida com antecedência. 
Corrida dos pés amarrados: Marca-se um local de partida e outro de chegada. Os participantes são reunidos em duplas. Com uma fita, o tornozelo direito de um é amarrado ao tornozelo esquerdo de seu par. Dado o sinal, as duplas participantes devem correr até a chegada. Vence a dupla que chegar primeiro. 
Dança da laranja: Formam-se alguns casais para a dança. Uma laranja é colocada entre as testas de cada par. Os casais devem dançar, sem tocar na laranja com as mãos. Se a laranja cair no chão, o casal é desclassificado. A música prossegue até que fique só um casal. 
Dança das cadeiras: Forma-se um círculo com tantas cadeiras quantos forem os participantes menos uma. Os assentos ficam voltados para fora. Coloca-se música e todos dançam em volta das cadeiras. Quando a música parar, cada um deve sentar numa cadeira. Um participante vai sobrar e sair da brincadeira. Tira-se uma cadeira e a dança recomeça. Vence quem conseguir sentar-se na última cadeira. 
Derruba latas: Sobre uma mesa, coloca-se latas vazias de refrigerante. Faz-se uma linha de arremesso a cerca de 1,5 metros de distância. Cada participante recebe três bolinhas, para fazer três tentativas. O coordenador anota o número de latas derrubadas em cada tentativa. Vence quem derrubar mais latas.
Jogo das argolas: Enche-se com água garrafas de refrigerante (plásticas e grandes) e aperta-se bem as tampas. Arruma-se as garrafas no chão com pelo menos um palmo de distância entre elas. Faz-se uma linha de arremesso a cerca de 1,5 metros de distância. Cada participante recebe cinco argolas (ou pulseiras), para fazer cinco tentativas. Vence quem acertar mais argolas nos gargalos das garrafas. 
Jogo do bicho ou Rabo do burro: Desenhe um animal de costas ou de lado numa cartolina e prenda numa parede. Cada participante deve receber uma etiqueta autocolante grande (já destacada). De olhos vendados, deve caminhar até o desenho e colar o rabo do animal. Quem colocar o rabo mais próximo do local correto é o vencedor. 
Jogo do bigode: Desenhe numa cartolina um rosto masculino e prenda numa parede. Cada participante deve receber, em cada mão, uma etiqueta autocolante de tamanho médio (já destacada). De olhos vendados, deve caminhar até o desenho e colar os dois lados do bigode. Quem colocar o bigode mais próximo do local correto é o vencedor. 
Pesca da maçã: Sobre uma mesa, coloca-se uma bacia com água* e maçãs boiando. Cada participante deve colocar as mãos nas costas e inclinar-se sobre a bacia e morder uma maçã. Quem conseguir ganha um brinde. (*De preferência, usar água filtrada) 
Correio-elegante É o serviço de entrega de bilhetes durante a festa. Quando não estiver entregando bilhetes, o entregador passeia pela festa, oferecendo o serviço de correio. A mensagem é escrita num cartão ou papel colorido. Se a festa for grande, o correio pode ficar numa mesa, onde os cartões são escritos por uma pessoa e entregues por outra. Para facilitar, pode-se levar alguns cartões prontos, com quadrinhas amorosas ou engraçadas.

FESTAS JUNINAS...



(CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR)

DICAS DE MODA JUNINA

Sabe por que eu adoro as festas juninas? Por causa das comidas típicas, das músicas super engraçadas, do friozinho que a gente tenta tapear perto da fogueira, dos fogos coloridos e principalmente das roupas, que são super divertidas.
O modo mais comum de se arrumar para uma festa junina é a caipirinha de vestido. Os vestidos são sempre muito estampados com rendinhas e um monte de frú-frús, a maioria deles têm um tipo de calça embaixo da saia, o que a deixa mais bufante. Você encontra esses vestidos na maioria das lojas de departamentos ou de roupas. Para completar o visual você faz umas pintinhas perto do nariz e faz duas maria-chiquinhas no cabelo, fica uma graça, eu chamo esse visual de "Caipirinha Bonitinha".

Mas se você é uma pessoa mais divertida e prefere ser mais engraçada, você pode exagerar no modo de se vestir. Que tal pegar um vestido estampado velho, costurar alguns remendos e deixá-lo bem "troncho", depois você calça umas botinhas, faz umas trancinhas e põe um chapéu de palha bem desfiado. Para dar o toque final, além das pintinhas no nariz, pinte (com lápis de olho) um de seus dentes da frente de preto, vai parecer que você é banguela! Eu chamo esse visual de "Caipirinha Jeca".
Gostou das dicas? Então...comente uai!

sábado, 27 de abril de 2019

Avaliação / Modelo Parecer Descritivo

C. E. I._______________________
TURMA: _____________________
EDUCANDO(A): _______________
PROFª ______________________
"Aprender é apropriar-se da linguagem; é historiar-se, recordar o passado para despertar-se ao futuro; é deixar-se surpreender-se pelo já conhecido. Aprender é reconhecer-se, admitir-se. Crer e criar. Arriscar-se a fazer dos sonhos textos visíveis e possíveis." (Alicia Fernandez)
O desenvolvimento infantil acontece de forma singular entre as crianças, sendo assim, consideramos os conhecimentos e valores culturais que as crianças já têm e progressivamente, garantimos a ampliação dos conhecimentos de forma a possibilitar a construção da autonomia, cooperação, criatividade, responsabilidade e a formação do auto-conceito positivo, que levam à formação da cidadania. 
No processo de construção do conhecimento, as crianças se utilizam das mais diferentes linguagens e exercem a capacidade que possuem de terem idéias e de criarem hipóteses originais sobre aquilo que buscam desvendar. 
Nessa perspectiva, destacamos algumas características do(a) educando(a) que permanecem únicas, construindo sua individualidade e diferenças:
· demonstra autonomia para realizar as atividades executando-as com prazer e capricho:
· manifesta seus desejos, preferências e desagrados;
· em alguns momentos demonstra timidez, porém participa das aulas contando uma novidade ou interagindo no diálogo iniciado por outro colega;
· expressa-se com clareza, bom vocabulário, relatando experiências com seqüência e objetividade;
· demonstra atitudes de respeito, solidariedade e carinho para com todas as pessoas com quem convive na escola;
· interessa-se pelas histórias contadas e lidas pela professora e da mesma forma adora manipular os livros;
· demonstra interesse na escrita e leitura; lê algumas palavras
· interessa-se pelas aulas de artes, para ela foram momentos de grande prazer, é criativa, e dedicada nas realizações de suas produções, participando com muita alegria e concentração;
· construiu relações matemáticas, sistematizando com clareza o que foi proposto 
Recomendamos livros para estimular o processo de leitura e interpretação e jogos envolvendo conceitos matemáticos. 
Quanto mais ricos forem os desafios proporcionados a _____________, maiores serão suas descobertas, suas aprendizagens, o fascínio pelo mundo que está ao seu redor, favorecendo, assim, o prazer e a felicidade de aprender a aprender, aprender a viver junto, aprender a ser, aprender a conhecer. 
Sua dedicação e empenho nesta trajetória ampliaram seus conhecimentos e contribuíram para o seu aprendizado. Foi muito bom acompanhar seu desenvolvimento! Você é especial!
__________________ __________________
PROFª / COORD. PEDAGÓGICA
__________________
DIREÇÃO

PROJETO: MÃE, AMOR MAIOR DO MUNDO!


JUSTIFICATIVA:
Nos últimos tempos, trabalhar este tema representa um desafio para muitos professores:
· O que propor como atividades para homenagear as mães?
· O que confeccionar para presentear às mães?
· Todos os alunos têm uma “MÃE” a quem homenagear e presentear?
Além das crianças que são criadas pelas avós ou pelas tias, há cada vez mais estruturas familiares que fogem do tradicional. É o caso dos pais que se separam, casam-se de novo e levam consigo os filhos da primeira, da segunda ou terceira união. De repente, a criança percebe que não tem apenas uma mãe, mas varias: a biológica, a madrasta, a nova namorada do pai... É fundamental centrar os trabalhos no desenvolvimento da afetividade e deixar livre a escolha da pessoa homenageada. O ideal é que cada aluno tenha na imaginação a figura da mãe como a mulher que cuida dele, mostrando que a imagem materna está em muitas coisas que o rodeiam. O professor poderá trabalhar a data de forma diferente, de modo que os alunos percebam que a figura materna está em muitas, não importando se é a mãe verdadeira ou postiça, mãe-avó ou mãe-tia. Sem falar no pai, que muitas vezes também é mãe. Desta forma, é preciso muito critério e bom senso ao planejar estas atividades, visto que elas tocam muito profundamente na sensibilidade dos alunos. Precisamos pensar em coisas realmente significativas e adequadas à realidade na nossa comunidade. Criar algo que possa ser valorizado pelos alunos e pelas famílias! Para tanto construímos este projeto no intuito de trabalhar todos os aspectos citados, reforçando que mãe é aquela que se ocupa da criança, que cuida e cria!
EIXOS DE AÇÃO:
Identidade e Autonomia
Artes visuais
Movimento
Música
Linguagem oral e escrita
Natureza e sociedade
Matemática

OBJETIVO GERAL:
Fortalecer os laços afetivos na FAMÍLIA, valorizando o papel da MÃE como elemento fundamental na constituição de um grupo familiar;
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
· Fortalecer os vínculos entre FAMÍLIA e ESCOLA;
· Estimular a busca de valores humanos, sentimentos e atitudes necessários à convivência social.
· Contextualizar os estudos dos conteúdos programáticos dentro de um tema central gerador;
· Socializar todos os integrantes da comunidade escolar através da troca de idéias e experiências.
· Homenagear as mães através das artes, música, teatro, poemas, mensagens
VIVÊNCIA DO TEMA:
· Atividades pedagógicas desenvolvidas em sala
· Confecção de material para ornamentar o espaço da festa
· Confecção de material para presentear as mães
· Ensaios das apresentações
DESENVOLVIMENTO:
(Cada nível desenvolverá as atividades conforme planejamento específico)
CULMINÂNCIA:
· Homenagem as mães, com entrega da lembrança.
AVALIAÇÃO:
· Através dos registros das atividades diárias, bem como o envolvimento e participação dos alunos nas atividades propostas.

_______________________________________________________
ATIVIDADES SUGERIDAS:
· Pesquisa sobre nome “MÃE”, traduzido nas mais diversas línguas;
· Pesquisa sobre a origem da comemoração do DIA DAS MÃES;
· Pesquisa sobre como o DIA DAS MÃES é vivenciado atualmente na nossa sociedade, verificando as diferenças culturais;
· Leitura e discussão de textos que relacionam o DIA DAS MÃES ao consumismo do comércio e da propaganda na nossa sociedade;
· Estudo de textos, reflexões e produções escritas sobre os valores humanos, atitudes e sentimentos relacionados ao tema (amor, carinho, doação, paciência...);
· Vivência de canções, jograis e dramatizações relacionadas ao tema;
· Confecção de cartões contendo mensagens para as MÃES;
· Resolução de problemas matemáticos utilizando encartes promocionais do comércio, fazendo uma reflexão crítica sobre eles;
· Confeccionar cartazes com fotos de mulheres de diversas etnias, níveis sócio-econômicos e profissões. É importante que as figuras mostrem pessoas em atividade;
· Promover debates sobre o que é ser MÃE, qual a sua importância e o que ela faz. Depois disso, os alunos podem contar como gostariam que fossem suas mães e mandar um recado pra elas;
· Produzir texto coletivo sobre as MÃES. O texto poderá ser feito a partir de comentários espontâneos. Para finalizar a atividade, cada aluno recebe uma folha com o texto pronto para fazer uma ilustração e entregar a pessoa a quem pretende homenagear;
· Produzir quadrinhos, poesias, canções, bilhetes e cartas;
· Montar murais com fotos e produções dos alunos;
· Produzir materiais decorativos para a festa das mães, bem como lembranças, cartões, sucatas, móbiles,... Tendo a participação das crianças como elemento destaque do produto final;
· Confeccionar painéis alusivos à data (mensagens, poemas, frases,...)
· Trabalhar os diversos tipos de mães (mães dos animais, mãe natureza,)
· Desenvolver técnicas de artes relacionadas a data;
· Trabalhar músicas de melodias diversas, criando movimentos e gestos relacionados;
· Ressaltar a importância de valores: como carinho, afeto, amor, afeição...
· Trabalhar a concepção, gestação e nascimento;
· Enfatizar em atividades a palavra Mãe relacionando-as com produções artísticas, verbais ou escritas.

MAIS IDEIAS PARA O DIA DAS MÃES VOCÊ ENCONTRA NO GRUPO APRENDER
https://www.facebook.com/groups/grupoaprender

DIA DAS MÃES FLORIDO




SUGESTÃO DE PARECER DESCRITIVO

O fazer pedagógico, aqui representado baseia-se principalmente, nas várias atividades que propõe, de que a criança ao enfrentar situações novas, faz uso de conceitos já formados anteriormente, agindo sobre eles, manipulando elementos para assim chegar à solução de possíveis problemas em busca de um novo conceito elaborado.  
À medida que as crianças crescem confrontam-se com fatos e realidades diferentes, fenômenos e coisas que as cercam: perguntam, reúnem informações, instigam-se, elaboram e reelaboram conhecimentos observados anteriormente, arriscam respostas e formulam hipóteses, geram mudanças no modo de pensar sobre a natureza, seu mundo social e sua cultura, visto que, nos primeiros anos de vida, elas apropriam-se de conhecimentos práticos do seu dia – a – dia, compartilhando esses conhecimentos com as primeiras pessoas que as cercam, com seu mundo social, constroem seus conhecimentos antes da chegada à escola.  
Estamos felizes com o progressos de _____________________durante este início de ano letivo!   
Destacamos: ______________... ( criatividade, independência, respeito com os amigos, afetividade, comunicação...)Participa das atividades propostas, __________________________... ( apresenta interesse em aprender, atenção, concentração...  (colabora nas Rodas de Conversa, Momento de Leitura, …(técnicas)Expressa suas idéias________________________ ...( sem dificuldades, seu vocabulário é rico, assimila os conteúdos com facilidade...)Sua coordenação motora _______________________( desenvolve-se a contento . está dentro de sua faixa etária...)Reconhece as___________________(letras do alfabeto , numerais - citar os temas )Pinta ____________________(dentro dos limites propostos, com variação de cores, boa noção espacial ...)Observa e explora os ambientes com interesse ...    
Recomendamos:________________________(reconhecer que há hora para tudo, saber esperar sua vez, aceitar imposições e críticas, aceitar as diferenças, dedicar-se mais aos trabalhos escolares, saber ganhar e perder, trabalhar o tom de voz, aceitar suas limitações e as limitações dos outros, se permitir errar e não desistir no percurso... ( são as dificuldades colocadas de forma indicativa ) 
Você vai longe, a cada dia que passa você me surpreende mais ! Vibro com seu sucesso!   
Sempre que encontramos um amigo, encontramos um pouco de nós mesmos. O amigo revela, desvenda, conforta ... É uma porta sempre aberta em qualquer situação.  
Obrigada pela sua amizade e parceria Prof._____________________  
Professora, você deve completar as frases nos espaços sublinhados de acordo com o que você observou de cada aluno. Os itens nos parênteses são sugestivos; você pode acrescentar outros dependendo das necessidades de seu grupo!  
Se aprovou a sugestão, não esqueça de comentar!!!! 
Divulgue a sugestão do parecer, dando os referidos créditos, ok! 
ACESSE O GRUPO APRENDER 

LEMBRANÇA DIA DAS MÃES

Flores para mamãe...

NÃO ESQUEÇA DE COMENTAR!